Arquivo


Caótica

Desde a sua fundação, em 2009, que a Caótica cria regularmente espetáculos, filmes e oficinas para público jovem, famílias e também adultos, encomendados, entre outros, pelo Centro Cultural de Belém/Fábrica das Artes, Fundação Calouste Gulbenkian, Culturgest, Teatro Municipal do Porto, Teatro Maria Matos, Centre Culturel Pablo Picasso, La Ligue de l’Enseignement (França) ou The Script Road Festival (China).

As suas criações têm circulado por todo o país e também por França, Itália, Bélgica, Espanha, Suiça, Brasil e China. A Caótica participou, entre outros, nos festivais Chantiers d'Europe/Thêàtre de La Ville, Spectacles en Recommandé, MOMIX – Festival International Jeune Public, Ourceánie, Le chainon manquant (França), Rompiendo el cascaron (Espanha), Seigni D´Infanzia (Itália), The Script Road (China), TODOS, Big Bang, Dias da Música/CCB, Cidade Preocupada, Indie-Lisboa ou Temps D´Images.

Para além da criação artística, tem acompanhado o percurso da companhia uma constante actividade pedagógica, em colaboração com serviços educativos  - Culturgest, CCB/Fábrica das Artes, Centro Cultural Vila-Flor, Teatro Viriato - e integrando projectos nacionais, como o 10X10/Descobrir, da Gulbenkian ou o Odisseia, da Artemrede/Partis.

Em 2014, a Caótica inicia-se na produção audiovisual com o documentário “Pequeno Grande C” para a FC Gulbenkian, ao qual se seguiu o videoclip “Truz truz”. Desde 2017 que, a convite do Festival Manobras, realiza uma série de objectos audiovisuais que ficarão em exibição em vários espaços museológicos dos municípios que integram a Artemrede.

Em 2015, inicia em Loulé o Festival Caótica, bem como o Encontro Internacional - Criação para a Infância, onde procura refletir em conjunto sobre a criação, programação e circulação de espetáculos para a infância.


Newsletter

       

ARTEMREDE - Teatros Associados
Palácio João Afonso
Rua Miguel Bombarda, 4 R/C
2000-080 Santarém
Portugal