Logo
Imprimir esta página

Janeiro na Artemrede: visitas guiadas e cinema na agenda

Janeiro na Artemrede: visitas guiadas e cinema na agenda

Depois de um intenso ano de 2018 (ler mais), a Artemrede retoma as suas atividades neste início de 2019 com uma programação que inclui várias visitas guiadas e a apresentação de um filme-concerto.

O projeto de educação patrimonial PATRI...KÊ? Visitas Extraordinárias por Guias Extraordinários avança com as visitas guiadas na localidade de Mouriscas (Abrantes) e à vila de Alcanena. Coordenado pelo Teatro Meia Volta, o projeto substitui guias turísticos tradicionais por alunos da Escola Profissional de Desenvolvimento Rural de Abrantes (EPDRA) e da Escola Secundária de Alcanena. Os jovens guiarão o público em sessões exclusivas para a comunidade escolar e em sessões abertas ao público. As sessões abrantinas acontecem nos dias 10 e11 de janeiro, sendo a visita aberta à comunidade no dia 10, às 17h30, na EPDRA, em Mouriscas. Já as visitas ao centro histórico de Alcanena têm lugar nos dias 16 e 17 de janeiro, sendo a sessão aberta à comunidade no dia 17 às 10h30.

O filme-concerto Curtas-Migratórias será exibido no dia 26 de janeiro, às 18h, na Fundação Calouste Gulbenkian no âmbito do evento Isto é Partis. As curtas que compõem esta longa-metragem foram escritas, filmadas, interpretadas, montadas e musicadas ao vivo pelos jovens participantes da formação "Do Filme à Música", uma oficina intensiva de 2 semanas orientada pelo músico e cineasta António-Pedro (Caótica) em seis municípios da Artemrede. Entrada livre.

Para além desta atividades, a Artemrede marcará presença na aula aberta Das políticas às práticas culturais: A democracia cultural nas cidades e nas instituições, que terá lugar no dia 14 de janeiro, às 15h30, na Escola Superior de Teatro Cinema (Amadora). Acompanhada por Luís Ferreira (23 Milhas) e Miguel Abreu (Festival Todos), a Diretora Executiva da Artemrede Marta Martins irá debater as políticas culturais nas cidades e o impacto das políticas de descentralização nos municípios portugueses. Entrada livre.

De salientar ainda que até 31 de janeiro está aberta a convocatória do projeto RESHAPE, que procura artistas e agentes culturais que desenvolvam práticas inovadoras nas áreas do trabalho artístico cooperativo e/ou do desenvolvimento de público. Mais informações sobre a convocatória aqui.

Foto: Curtas-Migratórias © Caótica


 



Modificado emsegunda-feira, 14 janeiro 2019 12:50