Madalena Victorino

Nasce em Lisboa em 1956.

Estuda na Escola Alemã de Lisboa.

Entre 1975 e 1977 estuda dança contemporânea e composição coreográfica na London School of Contemporary Dance e em 1980, como bolseira da Fundação Calouste Gulbenkian, obtém o grau de (Bachelor of Education in Dance) nas áreas da pedagogia, coreografia e técnica de dança contemporânea na Universidade de Londres, Goldsmith’s College / Laban Centre for Movement and Dance. Em 1989 completa a parte curricular do curso de mestrado em Educação (Master of Education) na Universidade de Exeter, cuja matéria de estudo fundamental são as Artes Criativas.

Vive em Portugal e trabalha nas áreas da coreografia, da pedagogia da dança, das artes na comunidade e na educação assim como as relações entre o teatro e a dança. Colabora como docente em múltiplas instituições nomeadamente, na Escola Superior de Teatro e Cinema, Escola Superior de Dança, Universidade do Algarve, Universidade Lusófona, Universidade Católica, Escola Superior de Educação de Lisboa, Fórum Dança e SOU.

Tem coreografado extensivamente para lugares não convencionais, como fábricas, museus, parques de estacionamento, florestas, ruas, etc., com actores, cantores, bailarinos, músicos e pessoas não profissionais nas artes performativas.

Em 1991 é co-fundadora do FORUM DANÇA, associação cultural sem fins lucrativos que promove a dança nas áreas da educação, investigação, coreografia, interpretação e produção artística.

Entre Abril de 1996 e Dezembro de 2008 é assessora para a área de programação para o público jovem e coordena o Centro de Pedagogia e Animação da Fundação Centro Cultural de Belém, o primeiro espaço de programação e fruição artística internacional para os mais novos do nosso país. Entre 2000 e 2004 cria com Giacomo Scalisi,  PERCURSOS/ Projecto Artístico Europeu de Artes do Espectáculo para um Público Jovem, uma iniciativa do Centro Cultural de Belém com apoio do Programa Operacional de Cultura, considerado pelo POC um projeto exemplar nesta área de intervenção cultural.

Em Abril de 2001, a convite de Jorge Silva Melo, faz a sua primeira encenação, “DIAS FELIZES” de Samuel Beckett, na Capital / Artistas Unidos

Em 2003, para o Ministério da Educação, cria e desenha para o Currículo Nacional do Ensino Básico, o programa para a disciplina de dança dos 1º, 2º e 3º ciclos.

Entre 2006 e 2008 é cocoordenadora do Projecto Reinserção pela Arte / Fundação Calouste Gulbenkian – Ministério da Justiça.

Em 2008, a convite da Direcção Geral das Artes cria UMA CARTA COREOGRÁFICA, exposição fotográfica sobre a sua visão sobre a Dança. Esta exposição desenhada para ser vista, lida e dançada tem como público alvo, todos os públicos de todo o país. Igualmente a convite da Direção Geral das Artes, escreve em colaboração com Inês Barahona e ilustrações de Rita Batista, O LIVRO ESCURO E CLARO, que é um livro prático de crítica e análise teatral infantil para ser oferecido individualmente a cada criança que em Portugal, vá pela primeira vez ao Teatro. 

Em 2009 e 2010 colabora com a Comissão Nacional para as Comemorações do Centenário da República, como programadora para a área das artes do espetáculo.

Entre 2009 e 2019 codirige, com Miguel Abreu e Giacomo Scalisi, o Festival TODOS / CAMINHADA DE CULTURAS, uma iniciativa da Câmara Municipal de Lisboa em colaboração com a Academia de Produtores Culturais. Trabalhou nos bairros do Martim Moniz e Mouraria, São Bento e Poço dos Negros,  a Colina de Santana e Santa Clara. 


ARTEMREDE - Teatros Associados
Palácio João Afonso
Rua Miguel Bombarda, 4 R/C
2000-080 Santarém
Portugal