PESCADOR

Silencio Blanco – Chile

SOBRAL DE MONTE AGRAÇO  I  Cine-Teatro de Sobral de Monte Agraço  |  21 OUT  I  21:30
ALCOBAÇA  |  Cine-Teatro João D’Oliva Monteiro  |  22 OUT  |  18:00
POMBAL  |  Teatro-Cine de Pombal  |  28 OUT  |  21:30

a convite do Museu da Marioneta no âmbito de 'Passado e Presente - Lisboa, capital ibero-americana de Cultura de 2017’.

Tal como em Chiflón, o silêncio do carvão (Chiflón, el silencio del carbón), da mesma companhia, Pescador mergulha a fundo na intimidade de homens que, no seu labor solitário, se confrontam com a magnitude da natureza. Este é um espetáculo-tributo a esse tipo de trabalhos – ofícios agora esquecidos, mas outrora fundamentais na evolução do país e marcas indeléveis da História chilena.

Sobre a companhia
Criada em 2010 por Santiago Tobar e Dominga Gutiérrez, Silencio Blanco é uma companhia de teatro chilena que desenvolve uma linguagem própria e silenciosa recorrendo a marionetas de papel. Encarando a marioneta como uma extensão do corpo do ator, a companhia coloca o silêncio no centro da sua criação: recusa o texto em prol do movimento humano, portador de uma expressividade suficientemente forte para contar uma história onde não há espaço para palavras. 

Ficha artística e técnica
Direção artística e Realização de marionetas Santiago Tobar
Produção Dominga Gutiérrez
Investigação Santiago Tobar, Dominga Gutiérrez, Felipe Concha, Rodolfo Armijo.
Intérpretes Dominga Gutiérrez, Felipe Concha, Rodolfo Armijo, Camila Pérez, Jorge Poblete
Universo Sonoro Ricardo Pacheco
Linguagem Sem Texto

Duração 40m 
Classificação etária M/6