OBJETOS AUDIOVISUAIS

ANTÓNIO-PEDRO / CAÓTICA

SINOPSE

Para além de 12 Até ao Fim do Mundo, produzido este ano para Alcobaça, António-Pedro (Caótica) realizou três outros objetos audiovisuais (instalações e curtas-metragens), exibidas em Abrantes, Sobral de Monte Agraço e Tomar nas anteriores edições do festival. Ne Pas Couper – Tramagal, Levada Sem Fim e Passeio a Sobral são reprogramados este ano.

Besides 12 Até ao Fim do Mundo, which was produced this year in Alcobaça, lmmaker António-Pedro has directed three other audiovisual works (video installations and short lms), which were presented in the previous editions of the festival in the cities of Abrantes, Sobral de Monte Agraço and Tomar. Ne Pas Couper – Tramagal, Levada Sem Fim and Passeio a Sobral are exhibited once again this year.

NE PAS COUPER - TRAMAGAL
ABRANTES
| Espaço Jovem | SÁB 14 SET | 15:00 > 17:30 | 19:00 > 21:30
+ Guardar Segredo / Entrada livre

Uma cine-carta para Eduardo Duarte Ferreira, nascido no Tramagal a 1856, terra que se viria a transformar profundamente pelo bater de asas deste homem- borboleta. Conta-se ao velho Eduardo, falecido em 1948, o que se passou entretanto na metalúrgica que fundou e na terra que o viu nascer. Como evoluiu aquilo que deixou, que caminhos tomou e como se encontra em 2017.

This is a film-letter to Tramagal-born butterfly-man Eduardo Duarte Ferreira. We tell the old Eduardo, who died in 1948, what happened to the metallurgical he funded and to his hometown – how it evolved, which path it took and what’s its state in 2017.

Classificação etária M/3
Duração
14’


PASSEIO A SOBRAL
SOBRAL DE MONTE AGRAÇO
| BIBLIOTECA MUNICIPAL | SÁB 12 OUT | 16:30
+ Os Livros do Rei / Entrada livre

Sobral de Monte Agraço ca a 40 quilómetros de Lisboa, mas estamos já bem longe da capital. Velhas lojas, moinhos, montes, fortes, igrejas, estradas seculares, largadas de touros, vento, vento, vento... O que cará nos olhos do visitante?

Sobral de Monte Agraço is 40 km away from Lisbon, but we are already pretty far from the capital: old stores, mills, mounts, fortresses, churches, ancient roads, bull runnings, wind, wind, wind. What will remain in the visitor’s eyes?

Classificação etária M/3
Duração 
15’

LEVADA SEM FIM
TOMAR
| COMPLEXO CULTURAL DA LEVADA | QUA 30 OUT | 11:30
Os Livros do Rei / Entrada livre

Na Levada de Tomar há parafusos sem m que rodaram sobre si próprios vezes sem m, mas agora estão parados. Adriano, atual guardião da Levada, chama o cisne Gualdino e dança bachata nas horas vagas. Antigos operários - serralheiros, eletricistas, fundidores, fresadores, moleiros - recordam velhas máquinas e as suas manhas. A evolução do trabalho, a decadência tecnológica, os colegas idos, os tostões, os patrões. O delegado sindical foi promovido a encarregado! Na fundição abandonada alguém bate solitário na bigorna. Indiferente, a água do rio continua a passar na Levada.

In the “Levada” of Tomar there are endless screws which revolved around themselves endless times. Now, they are standing still. Adriano, the current guardian of the Levada, named the swan Gualdino and dances bachata in his free time. Former works recall the old machines and their early mornings. The evolution of work, the decay of technology, the dead colleagues, the cents, the bosses. The former Union Delegate became in charge. In the abandoned foundry, someone lonely beats in the anvil. Indifferent to all that, the river follows its course.

Classificação etária M/3
Duração 
15’